Adolescente morre após ser perseguido por seguranças do Habib’s

Jovem de 13 anos, que pedia dinheiro e alimentos na lanchonete, sofreu parada cardiorrespiratória

Jovem tem parada cardiorrespiratória depois de ser perseguido (Foto: Reprodução/Google Maps)

O adolescente João Victor Souza de Carvalho, de 13 anos, morreu na madrugada da última segunda-feira (27/02), ao sofrer uma parada cardiorrespiratória depois de ser perseguido por seguranças da rede de fast-food Habib’s na Vila Nova Cachoeirinha, bairro da Zona Norte da capital paulista.

De acordo com as investigações, o jovem pedia dinheiro e alimentos para os clientes do estabelecimento.

Em depoimento à Polícia Civil, os seguranças afirmaram que o adolescente jogou um pedaço de madeira contra os carros que estavam no estacionamento da lanchonete e tentou agredir um funcionário. Os seguranças disseram ainda que tentaram impedir a ação do jovem e que ele teria saído correndo. Em seguida sofreu a parada cardiorrespiratória.

João Victor foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e lavado para o Pronto-Socorro do bairro Mandaqui, também na Zona Norte.

De acordo com o pai do jovem, o reciclador Marcelo Fernandes de Carvalho, de 43 anos, a família foi informada de que o adolescente havia sido levado ao hospital depois de ser agredido por seguranças do Habib’s. Os socorristas, no entanto, disseram que o corpo de João Victor não apresentava sinais de agressão. Ao chegar ao pronto-socorro para onde o jovem foi levado, ele recebeu a notícia que seu filho não resistiu e morreu.

O corpo do adolescente foi sepultado no cemitério Vila Nova Cachoeirinha, na tarde desta terça-feira (28/02).

O caso foi registrado no 13º DP (Distrito Policial), no bairro Casa Verde.

A reportagem tentou contato com a assessoria de imprensa da rede Habib’s desde a noite de segunda-feira, mas não recebeu nenhum retorno até a publicação desta matéria.

Comentários

Comentários

Enviar um comentário