Como participar

Colabore

 

Para colaborar com a Ponte envie a pauta da reportagem que quer produzir para o email [email protected]. Queremos nos tornar um para-raios das melhores e mais sinceras colaborações de jornalistas e fotógrafos.

Salientamos que nosso site baseia-se em trabalho voluntário, ninguém é remunerado pelas matérias que produz, mas creditaremos todo trabalho publicado.

 

Obrigado,

Equipe da Ponte

 

3 Comentários

  1. Oi,

    Lendo vosso Manifesto ñ poderia deixar de lembrar de um fato que afeta ñ só a grande mídia como, talvez indiretamente, alguns de seus colegas jornalistas, editores: de quê forma a grande mídia brasileira trata nossos problemas de segurança, justiça e direitos humanos? Acho que seria uma boa reportagem começar por aí, já dando nome aos “bois” de saída.

  2. Caros, colegas. Vi a apresentação de vocês no Congresso da Abraji. Torço para que o projeto vá adiante, mas me ocorreu que é preciso ter um braço jornalístico preventivo. Explico melhor: estamos acostumados a contar corpos e cobrar providências após os crimes. Mas como preparar matérias que ajudem a evitar casos de violência.

    A primeira pauta que me vem a cabeça é um levantamento sobre a relação entre o nível de escolaridade dos PMs e o número de crimes praticados. O número de crimes aumentou ou diminuiu depois da exigência de alguns estados de só aceitarem policiais com , no mínimo, segundo grau. Um levantamento mostrando a série histórica desde o ano em que a exigência passou a valer, em comparação com os anos anteriores, levando em conta a proporção policiais x população, mostraria isto.

    Depois, poderíamos comparar também o número de casos de policiais – oficiais ou não – com curso superior e ver se deve ter alguma alteração na forma de recrutamento e seleção desses policiais.

    Há exemplos de diminuição de corrupção no Detran-RJ, com a entrada de jovens com curso superior ou em universidades no processo de vistoria de veículos.

    Enfim, creio que obtendo sucesso neste sentido, vocês poderiam inovar nesta área e atrair mais investidores.

    Grato pela atenção,

    Paulo Oliveira

  3. Gosto de divulgar ás reportagens por que é pura verdade que vivemos na Periferia de São Paulo aqui no Bairro Grajaú , eles abusam do poder por que são Policiais Militares, só por que somos Pobres é trabalhadores temos que ser tratados como se fosse uma doença para Sociedade… Nós da Periferia estamos á merce desses Tiranos…

Enviar um comentário