Em uma semana, PM mata cinco no Complexo do Alemão, no Rio

A artista plástica e moradora do Complexo do Alemão, Mariluce Mariá, fala durante audiência sobre ocupação de casas no Complexo do Alemão pela Polícia Militar. | Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Um morador foi atingido pela explosão de uma bomba, nesta quinta, e um jovem foi baleado ontem em protesto contra a violência policial

Protesto de moradores no qual Felipe Farias foi morto, no final da tarde de ontem, no Complexo do Alemão

Chegou a cinco o número de pessoas mortas em uma semana de operações da PM no conjunto de favelas Complexo do Alemão, na zona norte do Rio. Nesta quinta-feira (27/4), um morador foi atingido em meio à explosão de uma bomba na favela da Alvorada, próximo à localidade conhecida como Beco da Farmácia.

Antes disso, em manifestação de moradores do Alemão na noite de ontem (26/4), contra as violações de direitos praticadas por policiais no conjunto de favelas, motivadas especialmente pela morte do adolescente Pedro Henrique Moraes, de 13 anos, na última terça-feira (25), outro jovem foi baleado e morreu, na comunidade Nova Brasília: Felipe Farias, de 16 anos. Segundo moradores, o disparo partiu de policiais.

Também foram mortos durante operações policiais no Alemão o adolescente Gustavo da Silva Nascimento, de 17 anos, que trabalhava numa padaria na Fazendinha e foi morto na Alvorada quando saía para trabalhar, de manhã cedo, na sexta-feira (21/04); o soldado do Exército Bruno de Souza, 24 anos, baleado na mesma manhã, quando foi fechar a porta de casa para proteger a família do tiroteio; e o adolescente Pedro Henrique Moraes, de 13 anos, na última terça-feira (25), que tinha ido jogar videogame na casa de um amigo.

A artista plástica e moradora do Complexo do Alemão, Mariluce Mariá, em udiência sobre ocupação pela PM | Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Casas invadidas por PMs sem mandado judicial

Em audiência pública realizada na segunda-feira (24/4) no auditório da Defensoria Pública do Rio de Janeiro, no centro da cidade, para discutir as violações de direitos humanos praticadas por policiais militares no Complexo do Alemão, o subcoordenador de Polícia Pacificadora, tenente-coronel Marcos Borges, assumiu que as invasões de casas de moradores de favelas do Alemão sem mandado judicial são parte de uma estratégia da PM.

O oficial garantiu que as casas seriam desocupadas pelos policiais até o dia seguinte, mas, como a Ponte denunciou em reportagem publicada nesta quarta-feira (26/4), PMs foram flagrados na laje de uma casa, fazendo gozações com os moradores, numa clara referência às denúncias e reivindicações feitas na audiência. A cena foi gravada enviada ao DefeZap, serviço que recebe video-denúncias e os encaminha aos órgãos competentes.

Outro lado

Questionada pela reportagem sobre as circunstâncias em que foi morto Felipe Farias e sobre o registro de cinco mortes em sete dias de operações policiais no Alemão, por meio de sua assessoria de imprensa, o Comando de Polícia Pacificadora não respondeu até a publicação desta matéria.

Leia também:
PMs são flagrados em laje de casa invadida no Complexo do Alemão e debocham de moradores
Invasão de casas no Alemão é estratégia para implantar base, admite PM

Comentários

Comentários

Enviar um comentário