Errata

A Ponte Jornalismo errou ao informar, em matéria publicada ontem (10/03), que o nome de um dos suspeitos de envolvimento na morte de Moacir Bianchi (fundador da Mancha Verde, principal torcida organizada do Palmeiras) era Marcelo Johny Maciel, que não teve nenhuma participação no crime. O erro ocorreu porque policiais do DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa), unidade de elite da Polícia Civil, apontaram o nome como um dos suspeitos, erroneamente.

A informação correta, e que consta em matéria publicada hoje (11/03), é de que, embora os nomes dos dois suspeitos pelo assassinato não tenham sido ainda divulgados pelo DHPP nem pelo MPE (Ministério Público Estadual), a Ponte apurou que o nome de um deles é Marcello Ventola, de 38 anos, e que ele é integrante do PCC (Primeiro Comando da Capital).

Policiais civis alegam que confundiram os nomes porque Marcello Ventola se apresentava na Mancha Verde como Marcelo Johny, usando nome falso por conta de sua extensa ficha criminal.

Comentários

Comentários

Enviar um comentário