PM flagrado ameaçando vizinho de morte no interior de SP é afastado

Sargento Edjalma Cristiano Andrade flagrado ameaçando vizinho - Foto: Reprodução/Ponte Jornalismo

Vídeo mostrou sargento Edjalma Cristiano Andrade dizendo: “você muda daqui ou eu vou te matar”; após oito dias, posição da SSP sobre o caso é quase a mesma

A SSP (Secretaria da Segurança Pública) informou nesta sexta-feira (06/01) que o sargento da Polícia Militar Edjalma Cristiano Andrade, flagrado por uma vítima ameaçando de morte um vizinho, em Bauru, interior de São Paulo, no dia 27 de dezembro de 2016, está afastado de suas funções.

Em nota, a pasta, que tem à frente nesta quarta gestão do governador Geraldo Alckmim (PSDB), o secretário Mágino Alves Barbosa Filho, informou que vítimas e testemunhas foram ouvidas. A Ponte Jornalismo revelou o caso no dia 29 de dezembro. Oito dias depois, a SSP afirma que as imagens ainda estão sendo analisadas.

Sargento Edjalma Cristiano Andrade - Foto: Reprodução/Facebook
Sargento Edjalma Cristiano Andrade – Foto: Reprodução/Facebook

As imagens as quais a SSP se refere mostram o sargento da PM conversando com uma das vítimas, um autônomo de 28 anos, dentro da casa onde o vizinho mora. A mulher do autônomo, uma professora de 26 anos, afirma a todo momento que ele não tinha mandado para estar dentro da casa.

Ao perceber que era gravado, o policial tentou tirar o celular das mãos da professora. Foi quando o sargento e a vítima foram para o quintal da casa. A mulher continuou gravando e conseguiu flagrar o policial militar afirmando: “você muda daqui ou eu vou te matar”.

Sargento Edjalma Cristiano Andrade flagrado ameaçando vizinho - Foto: Reprodução/Ponte Jornalismo
Sargento Edjalma Cristiano Andrade flagrado ameaçando vizinho – Foto: Reprodução/Ponte Jornalismo

A reportagem solicitou uma entrevista com o sargento Edjalma Cristiano Andrade, através da empresa que presta serviço terceirizado à SSP, a CDN Comunicação. Na quinta-feira (05/01), a empresa perguntou à reportagem qual seria o melhor horário para conversar com o policial. Em nota enviada nesta sexta-feira, não respondeu se ele aceitava ou não o convite para a entrevista.

À TV Globo, o sargento Edjalma Andrade afirmou no dia 30 de dezembro que ameaçou o vizinho de morte porque o flagrou jogando lixo em um terreno baldio que fica em frente à sua casa, um dia antes, num momento em que há epidemia de dengue no bairro. Ele também afirmou que o vizinho disse, na discussão, que tinha uma arma. Por isso, segundo ele, foi até a casa dele, no dia seguinte, averiguar.

Sargento Edjalma Cristiano Andrade foi denunciado pelas vítimas um dia após a ameaça - Foto: Reprodução/Facebook
Sargento Edjalma Cristiano Andrade foi denunciado pelas vítimas um dia após a ameaça – Foto: Reprodução/Facebook

Confira o posicionamento da SSP nesta sexta-feira (06/01):

“A Polícia Civil de Bauru informa que instaurou inquérito para investigar a ocorrência, registrada como ameaça e abuso de autoridade, na Central de Polícia Judiciária de Bauru. O sargento foi afastado. As vítimas e testemunhas foram ouvidas e as imagens estão sendo analisadas. O comando local da PM apura o caso, com auxílio da Corregedoria.”

Em oito dias, a investigação não evoluiu, de acordo com a SSP. Veja o posicionamento da secretaria sobre o caso no dia 29 de dezembro:

“A Polícia Civil de Bauru informa que instaurou inquérito para investigar a ocorrência, registrada como ameaça e abuso de autoridade, na Central de Polícia Judiciária de Bauru. As vítimas foram ouvidas e as imagens estão sendo analisadas. A PM foi notificada e o comando local apura o caso com auxílio da Corregedoria.”

Comentários

Comentários

Enviar um comentário