PMs agridem dois homens negros desarmados no centro de Salvador

Testemunha filmou a ação dos policiais, que além de chutes, usaram um paralelepípedo para agredir as vítimas

Reprodução de um dos vídeos gravados por uma testemunha que acompanhou toda a ação da PM-BA

De uma janela, uma pessoa viu e gravou o momento em que dois policiais abordaram e agrediram brutalmente dois homens negros que subiam a Rua Visconde de Mauá, no bairro Dois de Julho, no centro antigo de Salvador (BA), por volta das  21h30 do sábado (22/4). Os dois vídeos enviados pela testemunha à Ponte Jornalismo mostram um dos policiais chutando as vítimas e outro agredindo com um pedaço de paralelepípedo que ele pegou no meio da rua.

“Os policiais já desceram perguntando onde estava a bolsa e em seguida deram chutes, pontapés e murros nos dois caras, que gritavam desesperados que não tinha sido eles. Um dos policiais saiu andando, parecendo buscar algo, até que encontrou um paralelepípedo e agrediu os dois homens com muita violência”, narra a testemunha, que não será identificada por segurança.

Ao longo do primeiro vídeo, é possível ver nitidamente um dos policiais desferindo sucessivos socos em um dos homens e, aos 22 segundos de gravação, o momento em que o outro policial golpeia um dos homens com o paralelepípedo.

No segundo vídeo, um dos PMs agride uma das vítimas com uma sequência de chutes entre os segundos 7 e 30. Aos 32 segundos, o outro policial, que havia caminhado alguns passos à frente na rua, chuta e pisa em um dos homens que já estava caído no chão. Aos 40 segundos da gravação, o primeiro PM volta a chutar com força as vítimas, sucessivamente, enquanto o segundo caminha novamente, como se vigiasse o entorno para garantir que ninguém assistia à cena.

Também é possível ver quando o primeiro policial parece ordenar que as vítimas se levantem, a um minuto e 20 segundos de gravação, e as vítimas aparentam dificuldade de caminhar, debilitadas pelos golpes.

“Tremi e tirei o foco algumas vezes porque tive muito medo. Eu e outros vizinhos gritamos, mas eles não pararam. Da minha janela, enquanto eles estavam distraídos batendo nos rapazes, vi um terceiro homem correndo muito rápido e pulando o muro de uma casa. Os policiais não viram esse homem. Algum tempo depois eles encontram uma bolsa em algum lugar e gritaram para nós que filmamos: ‘estão vendo aí? fiquem aí defendendo ladrão’. Eles levaram os dois rapazes na viatura”, relata. “Tenho medo por essas duas pessoas, medo que eles sejam mais dois homens negros descartáveis para a polícia. Medo de que sejam mortos”, desbafa.

Outro lado

A reportagem enviou à PMBA (Polícia Militar da Bahia), por meio de sua assessoria de imprensa, as seguintes perguntas:

1) Para onde foram levados os dois homens?

2) Qual o posicionamento da PMBA sobre esse fato?

3) A instituição abrirá um procedimento para apurar o caso e identificar os policiais envolvidos?

Recebemos da instituição a seguinte resposta: “Ainda não temos registros dessa ocorrência. Solicitamos que entre em contato na segunda-feira (24)”.

 

Comentários

Comentários

Enviar um comentário