Policial civil troca tiros com PM depois de balear e matar segurança em festival

Agente do Departamento Estadual de Prevenção e Repressão ao Narcotráfico estaria traficando em evento de música eletrônica na zona sul de SP. Estados de saúde dele e do PM que o baleou são graves

Policial Civil envolvido no caso é membro do Denarc, que investiga e reprime tráfico de drogas. | Foto: Divulgação

Um policial civil matou um segurança e ficou gravemente ferido após entrar em confronto com um policial militar na noite de sexta-feira (21/4), durante o festival Electric Zoo Brasil, realizado no autódromo de Interlagos, na zona sul de São Paulo. O policial civil é José Roberto Cunha Pauferro, integrante do Denarc (Departamento Estadual de Prevenção e Repressão ao Narcotráfico), segundo apurou a Ponte Jornalismo. Ele está em estado grave, assim como o PM atingido.

A suspeita da Polícia Civil é de que o agente teria sido flagrado com grande quantidade de drogas no banheiro, o que motivou o desentendimento. De acordo com investigadores que analisam o caso, o policial se voltou contra o segurança, que o repreendeu e realizou disparos. Em seguida, o policial militar reagiu, acertando-o com três tiros.

Troca de tiros aconteceu durante o festival Electric Zoo Brasil, realizado no autódromo de Interlagos para 20 mil pessoas. | Foto: Divulgação

Socorrido e levado para o Pronto Socorro Pedreira, o segurança não resistiu aos ferimentos e morreu. Pauferro foi socorrido na unidade de pronto socorro do Grajaú e está em estado grave.  Após o confronto, o PM ferido em uma das pernas também foi encaminhado o pronto socorro do Grajaú e, depois, transferido para o Hospital do Policial Militar. Ambos passam por cirurgia.

A troca de tiros aconteceu no setor VIP do camarote do festival, que recebeu cerca de 20 mil pessoas em Interlagos. A polícia investiga se Pauferro vendia ou usava drogas no momento dos fatos.

Procurada, por meio de sua assessoria de imprensa, a empresa terceirizada CDN Comunicação, a SSP (Secretaria da Segurança Pública), comandada pelo secretário Mágino Alves Barbosa Filho, nesta quarta gestão do governador Geraldo Alckmin (PSDB), não se posicionou aos questionamentos feitos pela reportagem até a publicação desta reportagem.

Às 17h36 de 22/04, a CDN Comunicação e a SSP confirmam o incidente em nota à Ponte Jornalismo. “A SSP informa que o caso está sendo registrado na Corregedoria da Polícia Civil. Durante uma festa, desta sexta-feira (21) no Autódromo de Interlagos, houve um desentendimento no banheiro masculino onde três pessoas ficaram feridas, sendo duas delas policiais Civil e Militar”, atesta a pasta.

De acordo com a SSP, a Polícia Militar instaurou inquérito policial para apurar as circunstâncias do fato com acompanhamento da Corregedoria da PM. “Na Corregedoria da Polícia Civil, testemunhas estão sendo ouvidas e o órgão também vai instaurar inquérito”, completa a Secretaria.

Comentários

Comentários

Enviar um comentário